Inteligência Artificial salva vida de jovem de 15 anos

Kardia Keiton Victor

Keiton Victor tinha 15 anos quando sentiu fortes dores de cabeça e no peito. Após passar mal durante uma partida de basquete, procurou um hospital e, com atendimento rápido, garantido com auxílio do Kardia, foi diagnosticado com uma síndrome rara. A boa notícia é que a agilidade no diagnóstico salvou a vida do atleta. Confira, abaixo, trechos da entrevista:

Assista a entrevista completa:

Neomed: O que aconteceu no dia do episódio?
Keiton: Eu estava com dor de cabeça por causa da pressão alta, e estava ficando muito forte, não conseguia andar direito, ficava zonzo, tonto. Depois disso, senti dor no coração de novo, como se fosse uma ansiedade que não passava. Minha mãe decidiu me levar ao Hospital de Águas Claras, onde já fomos diretamente fazer o eletrocardiograma.
Eliane (mãe do Keiton): Felizmente nós moramos próximo ao hospital. Quando chegamos, tivemos um atendimento ímpar. Me surpreendi positivamente com a tecnologia. Fizeram o eletrocardiograma e o diagnóstico foi certeiro. Nós fizemos o Holter e os batimentos dele oscilavam entre 39 a 239 dormindo, ou seja, sem qualquer tipo de estímulo. Ele era um paciente com mal súbito.

Neomed: Qual a importância do diagnóstico rápido no caso do Keiton?
Eliane: Esse diagnóstico preciso foi um facilitador, porque de imediato ele já foi considerado um cardiopata. Quando nós chegamos ao hospital, ele sentia muita dor no peito. Então, foi feito o eletrocardiograma por duas vezes a fim de confirmar aquele diagnóstico. O Kardia, o sistema que é utilizado, foi totalmente preciso. O Keiton foi diagnosticado com a Síndrome de Wolff-Parkinson-White. Nós não tínhamos a noção dessa síndrome, então era uma doença com alta periculosidade que ele poderia de fato não ter a sorte de ser atendido. A sensação que eu tive é que o meu meu filho teve a oportunidade de nascer de novo. Para nós foi uma chance que Deus deu a ele de ter o guardado durante esses 15 anos.

Neomed: Qual é a sensação de saber que, por conta de uma tecnologia, de um bom atendimento, você consegue hoje continuar tendo o seu filho perto de você?
Eliane: Eu me sinto abençoada. Essa é a palavra. Quando eu vi que existia essa ameaça da perda do meu filho, me senti impotente e me agarrei à minha fé. Por meio do testemunho do Keiton, pela experiência que ele teve, nós queremos que muitas outras pessoas sejam alcançadas pela informação e que também tenham a mesma sorte de serem bem atendidos e possuírem esse recurso (o Kardia) para facilitar e salvar vidas.

Para saber mais sobre o Kardia, clique aqui.

Uma resposta

  1. Parabéns a toda equipe envolvida no desenvolvimento desse sistema que tem salvado milhares de vidas.
    Super importante essa plataforma. PARABÉNS!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga-nos nas redes sociais

Participe da comunidade Neo

Baixe nossos conteúdos

Posts recentes

Você também pode gostar

Olá, somos a Neomed,
uma healthtech que cria inovações em cardiologia para salvar vidas.



Preencha os campos ao lado para podermos te conhecer melhor.